Convite da Escritora – Susana Almeida

Convite da Escritora – Susana Almeida

Susana Almeida é autora da conta do Instagram Ser Super Mãe é uma Treta , com mais de 19 mil seguidores. Uma conta que sigo há cerca de dois anos e tenho pena de não ter conhecido antes. Teria poupado muita frustração. Recentemente convidei a Susana para fazer um convite a todos os leitores e visitantes da Livraria Ama Livros.Também fiz uma algumas perguntas para podermos conhecer um pouco mais sobre ela.

O livro “Ser Super Mãe é Uma Treta” já pode ser comprado na Livraria Ama Livros.

Como começou o teu gosto pela leitura?
Não me recordo de existir sem livros. É um cliché, mas é verdade. Leio desde criança,
muito por influência da minha mãe. Recordo-me de me sentar em casa dos meus avós
a devorar os livros da coleção Uma Aventura e ela pedir-me para ler mais devagar,
porque não lhe era possível comprar livros à velocidade da minha leitura. Ainda assim
a minha mãe fez o sacrifício de me proporcionar livros percebendo o quanto eram
importantes para mim.

E a escrita? De onde veio essa paixão? 

Penso que são duas coisas que se ligam. A leitura e a escrita. Sempre gostei de escrever e sempre o fiz. Para arrumar ideias, pensamentos, num registo quase sempre autobiográfico, mas depois da maternidade tornou-se mais do que uma paixão, tornou-se uma necessidade. Uma espécie de terapia. Para mim escrever é libertador.

O teu livro é muito sincero e fala na maternidade sem filtros, como foi receber o feedback dos teus leitores?

Foi melhor do que podia sonhar. Quando o escrevi queria acima de tudo tirar o peso da culpa e da perfeição de cima das mães, não sendo um exemplo, não apontando caminhos, não sendo moralista e ousar dizer o que é certo ou errado, mas contando a minha história de forma honesta, mostrando o meu caminho com buracos e paisagens magnificas, sendo quem sou, sem merdas. E este sentimento de identificação, de alívio, de certeza inabalável de que somos as melhores mães do mundo para os nossos filhos é o que tenho recebido de quem leu o livro.

Qual é o livro da tua vida?

É uma pergunta difícil. Tenho mais do que um. Vou dizer-te três. O primeiro é A Lua de Joana. Foi o primeiro livro não infantil que li e li-o centenas de vezes. Chorei muito sozinha no meu quarto e aposto que se o lesse hoje voltaria a chorar. O segundo é A Estrada. É um livro duro, que nos deixa um buraco no peito e o coração à mostra, mas é uma bela história de sobrevivência e de amor entre pai e filho. E o terceiro é As Primeiras Coisas, o primeiro romance do meu marido e para além de ser um livro maravilhoso, tem o sabor de um caminho percorrido a dois. 

Com a quarentena, aposto que tens mais matéria para escrever outro livro. Estou certa? 

Sem dúvida! Os meus filhos são uma fonte inesgotável de inspiração, mas com a quarentena apareceram novos desafios e novos episódios do dia a dia, alguns mais hilariantes que outros, que me parecem caber na perfeição nas páginas de um livro.

COMPRAR LIVRO

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *